Porto Santo, doce Porto Santo

A invasão do fim de semana grande mal se nota na pacatez da manhã porto-santense. A cidade, ainda meia adormecida, espraia-se ao sol de Agosto que vai andar por aqui durante todo o fim de semana.

Quem escolheu a ponte para o feriado para vir até a ilha dourada teve sorte, mais sorte do que os que aqui estiveram em alguns dias da semana passada.

A languidez da ilha é conhecida por todos e não há pressas, não há stress, nem semáforos.

Antes do meio dia, a corrida é às esplanadas onde invariavelmente se encontram as mesmas pessoas e ao quiosque dos jornais, que nunca se sabe bem a que horas chegam, mas todos convivem bem com essa incerteza de não saber más notícias até que o mundo ali chegue.

É o Porto Santo. Onde a areia se funde com o mar turquesa e onde se descobre um sem fim de coisas para fazer. Basta lançar-se à (re)descoberta da ilha que cura…

PARTILHAR:Share on FacebookShare on Google+Tweet about this on TwitterShare on LinkedInPrint this pageEmail this to someone

Deixar comentário